segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Morro de São Paulo - Bahia - Brasil

Como diz o ditado "Tudo que é bom dura pouco", nossa viagem a Morro de São Paulo, BA, teve fim. E eu não posso deixar de falar que logo que chegamos ficamos encantados com O LUGAR!

José Alves
Antes de irmos nem sabíamos ao certo o que iríamos encontrar, só sabíamos que lá não circulava carro, e que ao desembarcar, apareceria várias pessoas se oferecendo para carregar nossas malas, isso porque já tinhamos lido nas referencias dos sites que falava de Morro. Demos sorte em encontrar o José Alves, um dos pioneiros no serviço de TAXI de malas!!! Além de levar nossas malas até a pousada nos deu várias dicas! Valeu José Alves!!! Grande Abraço!

O lugar possui lindas belezas naturais, vários passeios, uma cultura cheia de coisas novas e muito estrangeiro...
Vila, Morro de São Paulo, BA
As noites em morro são uma delícia, uma vila, cheia de restaurantes com muitos barzinhos, a maioria com música ao vivo, e de boa qualidade. É um lugar diferente de qualquer outro, não existe aquela muvuca de gente que você encontra em outras praias.
Próximo dali existe a 2a Praia, uma delícia para se curtir as noites, todas Segundas e Quintas, rola o chamado LUAL NA PRAIA. As barracas de Caipifrutas são montadas no meio da areia formando um quadrado e rola muito som, e muita dança... e nós claro... não deixamos de mandar o nossos super-ultra-passos-de-forró!!! Demos show na areia!!! Pena que nesse dia esquecemos de levar a camera para registrar esse momento!

Um coisa que nos DEIXOU A DESEJAR, foram os atendimentos em geral, principalmente em alguns nos restaurantes. E já que estamos falando de restaurantes, lembrei das MOSCAS... Meus Deus!!! Como tem moscas por ali... eles tentam de todas as simpatias para espantar as moscas, as que mais vimos foi café queimado.
É só sentar para comer alguma coisa que elas aparecem, pode ser em um restaurante, ou até mesmo na areia da praia, em qualquer lugar elas marcam presença.

Se você for a Morro, não deixem de conhecer a TOCA DO MORCEGO!!! Que lugarzinho gostoso, excelente para se ver o PÔR-DO-SOL! Lugar com música ao vivo, ambiente bem confortável e decorado.
Pôr-do-Sol na Toca do Morcego

Se preferir algo alternativo, todas as quartas rola o TEATRO DO MORRO. O acesso até lá é bem longo e difícil, algumas minutos de caminhadas, e algumas (muitas) escadas!!! Lá rola DJ`s, bandas, bebidas, possui também um espaço alternativo com comida, fogueira e música, onde tem até uma mesa de pebolim. (:

Prontos para o Mergulho
Bom, vamos falar um pouco dos passeios... além dos que já citados em posts anteriores, fizemos também o MERGULHO com cilindro, feito na 1a Praia, no valor de R$ 130,00 por pessoa. Primeiro fizemos um treinamento teórico, chamado de batismo, onde aprendemos os códigos que devem ser usados debaixo d'água e também os nomes dos equipamentos e como utilizá-los. O mergulho teve duração de 40 min e mergulhamos a uma profundidade de 8m. Como nunca tinhamos feito essa aventura, valeu pela experiência, pois não se tem muitas coisas para ver debaixo d'água por ali. Conseguimos ver alguns peixes e vários corais.

Um dia antes de irmos embora de Morro, resolvemos fazer uma aventura! Caminhar até a praia de Gamboa. Já tinhamos ido até lá de barco, e dessa vez queríamos conhecer outro caminho, então pensamos que iríamos encontrar uma tilha até lá, mas não foi bem isso que nos esperava.
Começamos a caminhar e a trilha cada vez mais nos direcionava para a beira mar, chegamos até um barzinho onde paramos para pedir informação sobre como chegar até Gamboa. E a conversa foi mais ou menos assim:
-Vocês sabem nadar?
-o Caminho e por aqui mesmo, mas cuidado que vocês podem se molhar, molhar a mochila  e camera fotográfica!
Bom! Pensamos que eles estavam exagerando um pouco, e continuamos nossa caminhada! Confesso que eu pensei em voltar, mas como eu vi a Lupe toda animada, seguimos em frente.
Um pouco mais a frente encontramos algumas pessoas voltando de Gamboa, e elas disseram:
-Vão a Gamboa? Melhor ir rápido que a maré está enchendo e depois só é possível voltar de barco.
Resolvemos caminhar um pouco mais rápido, pelo que já tinhamos andado, não pensamos que seria tão assim como as pessoas falavam.
Mas a frente parece que já não existia areia da praia, as ondas do mar já se quebravam nas paredes próximas de onde caminhávamos, e em alguns trechos a água já estava em nossas cinturas.
Foi quando eu percebi que a Guadalupe estava com um pouco de medo, qualquer trilha que aparecia em direção alguma casinha próxima do mar, ela já queria subir, pra sair daquelas aguas na cintura.
Ai eu pensei: "Caracas! Já pensou ficamos ilhados aqui!!!" Mas como já estávamos ali, eu já não queria mais voltar. Afinal, aventura é comigo mesmo, e já faltava pouco para chegarmos, então continuamos nossa caminhada até a praia de Gamboa.
Em Gamboa, sentamos em baixo de uma guarda-sol com mesa e cadeiras, tomamos uma água de coco e resolvemos dar uma cochilada na areia após nossa aventura. Depois almoçamos por ali e ficamos curtinho o sol e o mar com a aguá limpinha e gelada com areias fininha! (:
Nascer do Sol da nossa sacada
Durante todos esses dias que ficamos em Morro, nos hospedamos na POUSADA VISTA BELA! Execelente pousada! Muito bem localizada, entre a 1a praia e a vila. Delícioso café da manhã, funcionários bem receptivos e atenciosos e ótima infra-estrutura. Sem falar do nosso quarto que tinha uma sacada com vista privilegiada para o mar de onde dava para ver o nascer do sol.


Bom é isso! Ficamos por aqui pessoal.
Espero que tenham gostado e acompanhado nossos posts e fotos de toda nossa viagem.

Para quem ainda não conferiu as fotos, clique aqui!!! 


Abraços,

Daniel e Guadalupe

domingo, 30 de janeiro de 2011

Morro de São Paulo - Passeio à Gamboa

Após fazermos o passeio Volta à Ilha, esolhemos por fazer o passeio de Gamboa. Novamente fomos pesquisar sobre, para decidir qual a melhor agência ou embarcação. Descobrimos que há um barco chamado Barco do Pirata que faz esse mesmo passeio, só que estilizado de pirata, como o própio nome diz.
Fomos para 3a Praia de onde saem os passeios, esse às 10h30, em direção as piscinas naturais de Caitá. Passamos em frente ao Forte de Tapirandu, do qual não paramos pois está em restauração. Seguimos viagem em direção ao paredão de Argila, em Gamboa, onde permanecemos por uns 20 min e quase perdemos o barco de tão empolgados que ficamos, pena que esse não era VIP...hehehe
Paramos no porto de Gamboa para fazermos o pedido do almoço e seguimos para o Banco de Areia da Coroa, onde aproveitamos para tirar fotos engraçadas, que até deixamos molhar a bolsa da máquina onde dento estava a bateria reserva, que não gostou da água salgada do mar e queimou =/
Próxima parada...Praia deserta da Ponta do Curral, paramos de um lado da praia e fazemos uma breve caminhada passando pelo caminho das bromélias gigantes, até o outro lado da praia.
De lá voltamos para Gamboa, para almoçarmos e seguimos viagem de volta à Morro até o porto.
Gostamos bastante desse passeio pois ele foi menos cansativo que o outro, custou apenas R$ 30,00 por pessoa e conhecemos lugares lindíssimos, nos divertindo bastante também.



Beijos,

Guadalupe

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Morro de São Paulo - Passeio Volta à Ilha

Fizemos o passeio Volta à Ilha, muito recomendado por pessoas que já haviam vindo pra cá. Procuramos em várias agências até descobrirmos que ele é a mesma rota para todos, então, decidimos procurar pela melhor negociação, pois os valores também são iguais, porém algumas agências davam desconto para casais. O valor individual do passeio é R$ 80,00 e conseguimos por R$ 140,00 (o casal).
Antes de fecharmos com a agência, pesquisamos sobre qual o melhor tipo de embarcação, lancha ou flexboat, era feito o passeio. Na verdade o que mandava era a potência dos motores. Conversando com o agente, ele nos garantiu que a lancha deles era a melhor.
Logo no outro dia, antes de irmos para o passeio que iniciaria às 9h30, fomos ao Mirante da Tirolesa conhecer o lugar e tirar fotos. Quando saímos e estavamos indo para 3a praia, local de embarque do passeio, São Pedro manda uma chuva para não perder o costume! Alias, aqui em Morro todos os dias chove, mas são chuvas rápidas, como se fossem um espirro de São Pedro.
Fim de chuva...já na 3a praia, descobrimos que seria necessário alugar os snorkels a R$ 10,00 cada, para visualizar os corais embaixo d'água, nas piscinas naturais por onde passaríamos.
Ao embarcar, tivemos a sensação de que éramos os primeiro a sair para o passeio, pois todas as embarcações saem nesse mesmo horário.
Bar flutuante nas Piscinas Naturais
Já em alto mar, em direção à primeira parada, as Piscinas Naturais de Garapuá, olhamos a direita e...passa um flexboat...tempo depois...olhamos a esquerda e...passa uma lancha...Ééé! Que ruim! Depois de tantas pesquisas, a sensação era de que estávamos na pior lancha!!! Mas tudo bem, afinal o importante era apreciarmos as belas paisagens naturais que o passeio oferecia =P


 
Preparo da lagosta
Passamos também pelas piscinas naturais de Moreré e Cueira, na Ilha de Boipeba. Depois paramos na praia de Tassimirim e caminhamos até a praia de Cueira para experimentar a famosa lagosta do Guido, o Dani bem que tentou, mas peixe não é do seu gosto...hehehe...as lagostas são preparadas a beira mar e de várias formas (ao natural, na manteiga ou com abacaxi), optei pela opção na manteiga. Eu nunca havia comigo lagosta, ela é uma carne desfiada e de um sabor muito bom!!!
Nossa próxima parada seria Boca da Barra, onde havia a opção de irmos de lancha (5 min) ou por uma trilha (35 min) acompanhados de um guia local, que cobrava o valor de R$ 5,00 por pessoa. Optamos pela trilha, durante a caminhada São Pedro "deu mais um espirro". Pegamos a lancha novamente, passando pelo Rio do Inferno, onde novamente somos ultrapassados por outra lancha, mas aquela sensação ruim durou pouco, pois esta, logo a frente, encalhou. No Rio do Inferno, que divide as ilhas de Tinharé e Boipeba, formam bancos de areia, onde antigamente barcos encalhavam e os tripulantes eram atacados pelos nativos.
No caminho uma das pessoas a bordo da nossa lancha questiona o capitão:
-Porque a nossa lancha é mais devagar?
E o capitão responde:
-É que essa é uma lancha VIP, as outras lanchas vocês tem horários para tudo, e Eu gosto do que eu faço, então eu deixo vocês à vontade, para curtir o passeio sem pressa!
Pensamos: "Que bela desculpa heim capitão!!! Os outros barcos todos tem dois motores ou um mais potente!"
Logo depois paramos na Barraca das Ostras, da Tânia, e eu não poderia deixar de experimentar uma!!! (confira o vídeo ao final do post)
Convento de Sto. Antônio, em restauração
Última parada, município de Cairu, a segunda cidade mais antiga do Brasil. Fomos recepcionados por outro guia (esse devia ter 12 anos), que nos contou de onde vem o ditado 'Sem eira nem beira', contou que na época as igrejas possuiam apenas uma torre para não precisar pagar impostos à Coroa Portuguesa e também nos levou ao Convento de Santo Antônio onde lá a regra era: Se quiser casar, entra com o pé direito e sai com o esquerdo. Quem já for casado fica mais casado e quem era solteiro, casa com certeza. Pra quem não quer casar, era só fazer ao contrário.
Aqui finalizamos nosso roteiro do passeio Volta à Ilha retornando ao porto de Morro de São Paulo, onde chegamos por volta das 18h.



Abraços,
Guadalupe e Daniel

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Morro de São Paulo - Ilha de Tinharé

Morro de São Paulo é uma vila que faz parte da ilha de Tinharé. O local é totalmente turístico (principalmente de argentinos!!!), possui diversos restaurantes para todos os gostos (culinária italiana, argentina, baiana, portuguesa e japonesa). É onde se concentra a maior parte do comércio de Morro com algumas lojinhas e barracas com artesanato local. É formada basicamente por 4 praias que se devidem em:

Vista do Mirante da Tirolesa
 - 1a Praia: onde encontram-se a maioria das pousadas. Fica entre a vila e a 2a Praia, onde tem a Tirolesa que sai do alto do Morro e cai no mar. É na 1a Praia também que podemos fazer o Mergulho com cilindro e onde rola o surf;
- 2a Praia: é nessa praia que rola os agitos a noite, com vários barzinhos tocando música ao vivo, boates com DJ's e várias barracas de "Caipifrutas";
- 3a Praia: de onde saem os diversos passeios que a ilha oferece, que podem ser feitos de flex boat, lancha ou barcos;
- 4a Praia: é a mais afastada de todas, uma verdadeira piscina natural, rodeada de pedras e de fácil acesso.
Alguns passeios em Morro de São Paulo são organizados pelas agências locais. São eles:
- Volta à Ilha;
- Passeio à Gamboa;
- Passeio à Garapoá (off road);
Vejam algumas fotos da ilha, clicando aqui!
Abaixo segue um vídeo que o Daniel fez de uma barraca de Caipifruta feita em um liquidificador ultra moderno!!!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Morro de São Paulo - Catamarã

Nossa viagem pra Morro de São Paulo, na Bahia, começou às 7h embarcando no aeroporto Internacional de Campo Grande. Em São Paulo não conseguimos pousar no horário pois para variar, até o céu estava congestionado!!!...20 minutos de atraso...resultado...vamos correr pra não perder a conexão para Salvador...
O único problema foi que o detector de metais resolveu encrencar com o Daniel! Tira relógio, tira o cinto...mais um pouco ia a calça!!!
Passado o atraso, já no avião rumo a Salvador!
Lá o receptivo nos esperava com uma plaquinha de identificação (e o medo de estar escrito GuaRdalupe!)...
 

Enquanto esperavamos o carro que iria nos buscar no aeroporto, inventei de perguntar:
-Tem chovido muito na cidade?
e o cara me solta essa...
-Chovido? Que isso? É palavrão?
-Chovido, de chuva!
-Não existe isso aqui não!!!
Cri, cri pra mim, né! (fiquei sem entender)
Já no porto de Salvador, ficamos a espera do curioso Catamarã...
Enquanto esperávamos, aproveitamos pra trocar de roupa e entrar no clima......ainda na fila, parecia que éramos os únicos estrangeiros!!! Cada um falava um idioma!!!

Catamarã
Catamarã no porto, bora pra Morro...esperávamos algo lotado e desconfortável que levaria 2h para chegar ao nosso destino e que enjoa muito...de tudo isso, a única coisa verdadeira é o enjoo...no meio da viagem teve gente que não resistiu e correu pro banheiro =X (Tudo bem amor?)...Na verdade o Catamarã tem capacidade para 100 pessoas, possui bancos confortáveis, banheiro masc. e fem. e TV.
Ao final de muito balanço e alguns cochilos, chegamos finalmente à Morro de São Paulo \o/\o/
Táxi
Do porto à pousada Vista Bela, pegamos um "táxi" para levar nossas malas..

Continuem acompanhando nossa viagem, pois mesmo antes de conhecer as praias, já ficamos encantados com o lugar...

Bjos,
Guadalupe e Daniel

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Hopi Hari

Olá galera,

Depois de Itu, partimos para o Hopi Hari.
Lá vamos nós... \o/\o/\o/

Graças a meu GPS (Tom Tom Go 630) conseguimos chegar! Para quem está procurando um GPS para comprar, recomendo os modelos Tom Tom! Nunca usei outra marca, mas o Tom Tom é bem fácil de mexer, tudo português, e o sinal dos satélites são ótimos.
Chegamos no Hopi Hari por volta de 8h, fomos o segundo carro a chegar! Hehehe!!! Tinha um Gol quadrado que chegou primeiro, 4 garotos de Ferraz de Vasconcelos - SP.
O parque só abre as 10h! Tarde ou não?
Mas o estacionamento abre as 9h! Os valores são: carros R$ 30,00 e motos R$ 25,00.
A partir das 9h você já consegue comprar os passaportes por R$ 79,00 na bilheteria, mas se comprar antecipado pela internet no site http://www.hopihari.com.br/ o ingresso sai por R$ 69,00!

Entrada do Hopi Hari
O Hopi Hari é dividido em 5 regiões! Confira abaixo um pouquinho sobre cada região:

1) Kaminda Mundi - é uma mensagem  do povo de Hopi Hari aos seus antepassados e suas origens. Uma viagem pela arquitetura da França, Alemanha, Holanda, Portugal e outros países.
LA TOUR EIFFEL - Um elevador que despenca de uma altura de 69 metros. Vale a pena conferir!!!
GIRANDA MUNDI - Roda gigante com vista de todo parque. Legal para fotografar o parque, de cima.

2) Infantasia - Se você é criança, aqui é o seu lugar.

3) Mistieri - Se emoção forte é o que está procurando, aqui é sua região.
MONTEZUM - A quinta maior montanha-russa de mandeira do mundo. Pegamos aproximadamente 1 (uma) hora de de fila. Não deixe de assisir o vídeo no final do post.
VURANG - Uma montanha-russa dentro de uma pirâmede escura. Os carrinhos giram nos trilhos dentro do escuro, e de repente, Bu! (Você leva um "susto"!).

Judite e Gislayne
4) Aribabiba -  Arabiba quer dizer "viva-a-vida-com-alegria" em hôpes. Região cheia de atrações emocionantes.
AUTO VENTURI - Uma aventura fantástica em um simulador. Esse eu não recomendo! Peguei fila de uns 30 a 40 minutos e não vira nada, aqui você senta em uma cadeira que balança de acordo com o vídeo que é exibido de um simulador. Coisinha de criança!
KATAPUL - Um looping muito louco que vai de frente e volta de costas. Esse vale a pena conferir, os carrinhos dão um 360 muito rápido! Difícil é segurar o pescoço, segundo a Nene!

5) Wild West - Região interessante para se refrescar com um banho que você leva no Rio Bravo.
WEST RIVER HOTEL - Luxuoso Hotel com hospedes aterorizantes. Esse é um passeio no escuro que vc faz dentro de um carrinho que anda nos trilhos.
SALOON SHOW - Restaurante com espetáculos. Assistimos O FORASTEIRO - espetáculo exibido as 13h00 - Uma aventura com muita dança e música.
RIO BRAVO - 600 metros de corredeira com muita emoção. Aqui você vai se molhar!
EVOLUTION - Você vai ficar de pernas para o ar. Vale a pena conferir!

Para mais detalhes das regiões e visuliazar o mapa do parque clique aqui!

Bom é isso galera! Quem ainda não conheçe o parque, vale a pena conferir.
Assista abaixo o vídeo da montezum:


Para visualizar todas as fotos >> clique aqui! <<

Abraços, e até a próxima!!!

Daniel

sábado, 15 de janeiro de 2011

Itu - SP onde tudo é exagerado!

Depois de mais ou menos 10 horas de viagem, chegamos a Itu - SP!
Itu é uma cidade turística, localizada a mais ou menos 910 km de Campo Grande - MS e 60 km do Hopi Hari. A cidade completou 400 anos em 2010 e é famosa por tudo aqui ser de tamanho exagerado.
Na viagem partindo de Campo Grande, vindo pela Rodovia Mal. Rondon (SP-300), até chegar em Botucatu - SP, pista dupla, show de bola! A partir dai, você tem duas opçoes: virar a direita, pegando a Rod. Prof. Hipólito Martins (SP-209) e depois a esquerda pegar a Rod. Pres. Castelo Branco (SP-280). Mas não foi o que eu fiz, optei pelo caminho mais curto que é seguir pela Rod. Mal. Rondon,o problema é que depois de Botucatu, a Rod vira pista única, e tem muitas curvas, logo a viagem ficou mais demorada nesse trecho.
Mas é isso ai, vamos ao que interessa!

Chagando em Itu, eu comentava com minha mãe e minha irmã (as outras duas tripulantes da viagem) que eu queria ver um orelhão gigante! E elas riam, duvidando um pouco - "Será que tem mesmo?". Andando pela cidade a procura do Hotel do KK que iriamos ficar, de repente, demos de cara com um SEMÁFORO GIGANTE! kkkkkkkk! Minha irmão rolou de rir no banco de trás.
Depois de localizarmos o Hotel, tomamos um banho deixamos as coisas e fomos dar uma volta a pé, pois a três quadras dali, é o centro da cidade onde se localiza a Praça Padre Miguel, que além do Semáforo gigante, possui um ORELHÃO GIGANTE, atração turistica onde todos param para tirar foto. Próximo dali também está localizada a Igreja Matriz - Nossa Senhora da Candelária, fundada em 1780, e várias lojas de lembrançinhas gigantes de Itu.

 Para visualizar as outras fotos clique aqui!



Amanhã estaremos partinho para o Hopi Hari. Até lá...

[]`s,

Daniel

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Pau de Arara

O primeiro dia de 2011 começou do jeito que a gente gosta...com banho de cachoeira  \o/
No sábado fomos passar o dia na chácara do Cadidé e lá tem uma cachoeira muito gostosa que forma tipo uma prainha...
Mas melhor que a cachoeira, foi a aventura para se chegar lá!  =X
Segundo informações, teríamos que caminhar uns 900m...mas...pra que caminhar se você pode ir de caminhão, ou melhor, pau de arara!!!! hehehehe
Após todos subirem começamos a aventura com pacas no caminho, "gaiada" à direita, "gaiada" à esquerda e uma paradinha para pegar piqui, afinal, quem nunca quis ter uma "piquicaria"?! (confira a tradução no final do post)
Até chegar no destino tivemos várias trilhas sonoras...
"1 limão chama 2 limões! 2 limões não, 5 limões!..."
"1234, 4321, ôô...ôô..." (o que era essa música!) hehehe
"No balanço do busão, no fungado da sanfona
O que atrapalha é o braço da poltrona."
E por último...a melhor música de todas!!!
Confiram no vídeo abaixo...





*Gaiada = galho (s)
*Piquicaria = lugar onde vende piqui


=*
Lupe