sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Morro de São Paulo - Passeio Volta à Ilha

Fizemos o passeio Volta à Ilha, muito recomendado por pessoas que já haviam vindo pra cá. Procuramos em várias agências até descobrirmos que ele é a mesma rota para todos, então, decidimos procurar pela melhor negociação, pois os valores também são iguais, porém algumas agências davam desconto para casais. O valor individual do passeio é R$ 80,00 e conseguimos por R$ 140,00 (o casal).
Antes de fecharmos com a agência, pesquisamos sobre qual o melhor tipo de embarcação, lancha ou flexboat, era feito o passeio. Na verdade o que mandava era a potência dos motores. Conversando com o agente, ele nos garantiu que a lancha deles era a melhor.
Logo no outro dia, antes de irmos para o passeio que iniciaria às 9h30, fomos ao Mirante da Tirolesa conhecer o lugar e tirar fotos. Quando saímos e estavamos indo para 3a praia, local de embarque do passeio, São Pedro manda uma chuva para não perder o costume! Alias, aqui em Morro todos os dias chove, mas são chuvas rápidas, como se fossem um espirro de São Pedro.
Fim de chuva...já na 3a praia, descobrimos que seria necessário alugar os snorkels a R$ 10,00 cada, para visualizar os corais embaixo d'água, nas piscinas naturais por onde passaríamos.
Ao embarcar, tivemos a sensação de que éramos os primeiro a sair para o passeio, pois todas as embarcações saem nesse mesmo horário.
Bar flutuante nas Piscinas Naturais
Já em alto mar, em direção à primeira parada, as Piscinas Naturais de Garapuá, olhamos a direita e...passa um flexboat...tempo depois...olhamos a esquerda e...passa uma lancha...Ééé! Que ruim! Depois de tantas pesquisas, a sensação era de que estávamos na pior lancha!!! Mas tudo bem, afinal o importante era apreciarmos as belas paisagens naturais que o passeio oferecia =P


 
Preparo da lagosta
Passamos também pelas piscinas naturais de Moreré e Cueira, na Ilha de Boipeba. Depois paramos na praia de Tassimirim e caminhamos até a praia de Cueira para experimentar a famosa lagosta do Guido, o Dani bem que tentou, mas peixe não é do seu gosto...hehehe...as lagostas são preparadas a beira mar e de várias formas (ao natural, na manteiga ou com abacaxi), optei pela opção na manteiga. Eu nunca havia comigo lagosta, ela é uma carne desfiada e de um sabor muito bom!!!
Nossa próxima parada seria Boca da Barra, onde havia a opção de irmos de lancha (5 min) ou por uma trilha (35 min) acompanhados de um guia local, que cobrava o valor de R$ 5,00 por pessoa. Optamos pela trilha, durante a caminhada São Pedro "deu mais um espirro". Pegamos a lancha novamente, passando pelo Rio do Inferno, onde novamente somos ultrapassados por outra lancha, mas aquela sensação ruim durou pouco, pois esta, logo a frente, encalhou. No Rio do Inferno, que divide as ilhas de Tinharé e Boipeba, formam bancos de areia, onde antigamente barcos encalhavam e os tripulantes eram atacados pelos nativos.
No caminho uma das pessoas a bordo da nossa lancha questiona o capitão:
-Porque a nossa lancha é mais devagar?
E o capitão responde:
-É que essa é uma lancha VIP, as outras lanchas vocês tem horários para tudo, e Eu gosto do que eu faço, então eu deixo vocês à vontade, para curtir o passeio sem pressa!
Pensamos: "Que bela desculpa heim capitão!!! Os outros barcos todos tem dois motores ou um mais potente!"
Logo depois paramos na Barraca das Ostras, da Tânia, e eu não poderia deixar de experimentar uma!!! (confira o vídeo ao final do post)
Convento de Sto. Antônio, em restauração
Última parada, município de Cairu, a segunda cidade mais antiga do Brasil. Fomos recepcionados por outro guia (esse devia ter 12 anos), que nos contou de onde vem o ditado 'Sem eira nem beira', contou que na época as igrejas possuiam apenas uma torre para não precisar pagar impostos à Coroa Portuguesa e também nos levou ao Convento de Santo Antônio onde lá a regra era: Se quiser casar, entra com o pé direito e sai com o esquerdo. Quem já for casado fica mais casado e quem era solteiro, casa com certeza. Pra quem não quer casar, era só fazer ao contrário.
Aqui finalizamos nosso roteiro do passeio Volta à Ilha retornando ao porto de Morro de São Paulo, onde chegamos por volta das 18h.



Abraços,
Guadalupe e Daniel

2 comentários:

  1. oi pessoal, adorei o blog de vcs, muito informativo. Teria com vcs me enviarem dicas de pousadas? Esse passeio de vcs, apesar da sensação de ter ficado para trás, me pareceu muito bom, qual agencia que vcs contrataram? Iremos em abril/2012, eu, meu marido e meu filho de 4 anos. é tranquilo fazer essa passeio com criança? desde já obrigada. Eleticia. emorgado@oi.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá Eleticia, que bom que gostou do nosso blog! Ficamos muito felizes com isso!!!
    Única pousada que podemos lhe indicar, é a que ficamos quando fomos pra Morro, a Vista Bela Pousada (www.vistabelapousada.com), excelente lugar na 1a Praia e com um café da manhã maravilhoso!!!
    Não lembramos qual agência contratamos para fazer esse passeio, pois lá existe muita oferta e procuramos ir pela que tinha a melhor embarcação e o melhor preço. O negócio é dar uma pesquisada antes de fechar =) tenho certeza que você e sua família vão adorar o lugar e esse passeio é um dos tranquilos de se fazer principalmente com criança! Depois que voltarem, dê uma passada aqui no site pra contar como foi sua experiência em Morro de São Paulo-BA! Bjo

    ResponderExcluir